O ouro miou, e a situação de Mano complicou

As Olimpíadas terminaram, o Brasil teve o melhor desempenho de todos os tempos no quesito ganho de medalhas, mas sem muita evolução nas variadas modalidades, ou seja, mais do mesmo. Onde se investe, o resultado costuma aparecer, certo? Na teoria sim, mas não é o que acontece na modalidade mais popular no Brasil, o futebol, que mais uma vez deixou a desejar nos Jogos Olímpicos.

O Brasil foi para as Olimpíadas com praticamente 80% do time que deu show no Sulamericano sub-20, dentre os atletas, as duas maiores estrelas do futebol nacional, Neymar e Lucas. Mas nem com tantos talentos em que são investido milhões, o resultado apareceu, o planejamento de médio a longo prazo não aconteceu, e para grande maioria da crítica especializada, e propriamente da torcida, o grande culpado é o técnico Mano Menezes.

O Brasil busca o título Olímpico há muito tempo, e qualquer resultado que não fosse a medalha de ouro, não serviria, e de fato não serviu, o ouro miou, e a situação de Mano complicou com a prata, em uma final que a Seleção Brasileira não jogou absolutamente nada, e foi inteiramente dominada pelo estruturado México, que desenvolve um trabalho de base há pelo menos três anos.

As especulações sobre o futuro de Mano, aumentam a cada dia, nomes de Muricy Ramalho, Luis Felipe Scolari, são ventilados para assumir o comando da Seleção Brasileira, mas ambos tem altas multas rescisórias com seus clubes, o que é um fator que complicador. Felipão tem contrato com o Palmeiras até o final do ano, e apesar de o 'Verdão' disputar a Libertadores em 2013, o que pode favorecer á uma renovação com o treinador, Scolari já revelou desejo de treinar uma seleção na Copa de 2014.

Muricy que já esteve a um passo da seleção em 2010, já recebeu novas sondagens, mas o treinador renovou seu contrato com o Santos, e o que muitos disseram que o novo acerto não prevê multa em caso de solicitação da Seleção Brasileira, não é verdade, a multa existe, e o Presidente do 'Peixe', Luis Álvaro de Oliveira, não abre mão.

A verdade tem que ser dita, o trabalho de Mano Menezes no comando da Seleção Brasileira não é bom, nesses dois anos o Brasil fracassou em uma Copa América, no famoso jogo do 'todos erram pênaltis' contra o Paraguai, chegou como favorito nas Olimpíadas, e o favoritismo foi somente até a final, quando bateu de frente com uma seleção de nível, e como já tinha acontecido em muitos amistosos, fracassou.

Se a CBF acha que é um caso para a troca de treinador, a mudança tem que acontecer logo, não pode tardar; nesta quarta o Brasil enfrenta a Suécia, em amistoso da despedida do Estádio Rasunda, e após esse jogo, o próximo compromisso será no dia 07 de Setembro, até lá as situações devem ser definidas, se Mano fica, se Mano sai, para não bagunçar mais do que já está bagunçado, o trabalho para a Copa das Confederações 2013 e para Copa de 2014, que já está batendo na porta.