O Rolex mais caro do mundo

O nome Rolex por si só já cria uma atmosfera de luxo e poder. A marca mais famosa de relógios do mundo não precisa de pedras preciosas para elevar seu preço, seu legado é mais importante do que qualquer joia que existe.

Completamente a prova d´água e poeira, o Rolex também conta com um sistema chamado “Rotor”, que nada mais é do que uma placa de metal semicircular que move-se livremente, possibilitando a carga automática do relógio, ou seja, não há necessidade de troca de baterias ou dar “corda”, é só mover seu pulso.

Agora, qual é o Rolex mais caro do mundo? No final dos anos 1990 a Christie´s, casa de leilões famosa em Londres, colocou ao público uma coleção de 360 Rolex de 1910 a 1990, e o ponto mais excitante do leilão foi a venda do ícone Daytona Paul Newman originalmente feito em 1970 e batizado com o mesmo nome que seu dono, Paul Newman, criado em aço inox e ainda com corda manual. O modelo foi comprado por aproximadamente 350 mil dólares e, como seu valor no mercado foi crescendo e virando objeto de cobiça, foi revendido em Junho de 2003 por 1 milhão e 500 mil dólares e as estimativas é que ele valha cerca de 7 milhões nos próximos anos.

Existe um boato - não confirmado - de um Rolex vendido por 15 milhões de dólares, então ainda continuamos com o modelo 'Daytona Paul Newman' como o Rolex mais caro do mundo.